Ele se sentia confuso é ao mesmo tempo perdido, se é que isso era possível. Não era algo que costumava sentir sempre, era algo que passava a sentir só quando tinha a certeza que algo dentro dele estava ficando diferente, não se referia a sua aparência, mais sim ao seu interior. Ele era uma maquina de mudanças, estava em constante transformação é a cada nova transformação sentia-se confuso com todos os seus sentimentos. Acreditava que talvez isso seja evoluir, passar a ser uma pessoa mais feliz ou uma pessoa mais forte. - ( Matheus Barbosa )

Nenhum comentário

Postar um comentário

Layout por Maryana Sales - Tecnologia Blogger