Acordei com os olhos inchados de tanto chorar e sem acreditar em nada do que havia acontecido. Um filme começou a passar na minha cabeça e só então, percebi que as coisas ruins que haviam acontecido só colocaram um ponto final de uma vez por todas, em uma história que já não suportava mais tantas virgulas. Eu apenas conheci a nova pessoa que você já havia se tornado a muito tempo, alguém ao qual eu nem se quer amava mais. E por isso eu vivia infeliz, pois empurrávamos com a barriga um relacionamento impuro, doentio e cheio de brigas. Eu achava que nos amávamos, mas como pode um amor trazer tantas infelicidades? Eu sei que errei muito também, era nova e sem juiso, estava cansada de nosso namoro. Talvez, Você só houvesse tomado uma atitude ao qual eu gostaria de ter tomado, sei lá, muitas vezes quis terminar, mas acabávamos voltando, e só assim, me magoando contigo, conseguir ter coragem. Por isso as vezes até acho bom. O problema é que se eu tivesse a intenção de ficar com outra pessoa, teria consideração por você, te chamaria pra conversar e jogaria limpo contigo. Por isso sentir tanta raiva de você… Comecei a sentir nojo, pois havia sido fraco, sujo, mesquinho e covarde. Não era homem de verdade e se fez de proposito nem carater tinha. Nossa, como me amei ao pensar em tudo isso. Enxuguei as lagrimas e vi que finalmente poderia ser feliz novamente. Com um sorriso sarcástico deu até vontade de agradecer a vadia. De você? Eu sentia pena, pois sabia que iria se arrepender. E depois de curtir sua má escolha, foi o que aconteceu. Porém eu havia aprendido, mudado. Na verdade, eu nem sei se eu era mais a mesma pessoa.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Layout por Maryana Sales - Tecnologia Blogger