NÃO A COVARDIA. NÃO A VIOLÊNCIA!


Existem coisas que transformam as pessoas. 
Todos os dias, vemos ao nosso redor, pessoas atormentadas com seus corpos, que não conseguem admitir o que veem no espelho. Em uma sociedade que muitas meninas e jovens, são atormentadas por transtornos alimentares, em virtude de esteriótipos criados pela sociedade, deixou-se de pensar em coisas essenciais para a felicidade, como por exemplo, sorrisos. Hoje, no dia 28 de setembro de 2013, foi ao ar um Caldeirão do Huck, na Globo, que contava a vida de duas mulheres, que, acabaram tendo seus sorrisos, e parte da sua vida, estragados por homens covardes. A violência doméstica, atinge no Brasil, em pleno século XXI, proporções alarmantes. Somente entre 2001 e 2011, cerca de 50 mil mulheres morreram em consequência deste tipo de violência. 
Estas mulheres, da reportagem em questão, não conseguiam se olhar no espelho, em virtude do estrago feito pelas atitudes violentas de seus antigos companheiros, que acabaram fazendo com que perdessem alguns, ou boa parte, dos seus dentes. Mesmo assim, elas não perderam a valentia e a vontade de viver. A história dessas mulheres, foi, para mim, inspirador. É indignante pensar que situações parecidas acontecem todos os dias, e não tão longe quanto imaginamos. 
Quando estes homens entenderão que tudo que conseguem dessa forma é mostrar que são verdadeiros covardes? Quando a sociedade vai deixar claro que isto é totalmente inaceitável? Não podemos mais fingir que nada está acontecendo. A Lei Maria da Penha já completou sete anos, e nem por isso a situação mudou muito. Isto precisa parar, e logo.

K. Schneider

Nenhum comentário

Postar um comentário

Layout por Maryana Sales - Tecnologia Blogger