A REALIDADE, COMO ELA É


Eu não sou normal. Não sou daquelas meninas que vive buscando o príncipe encantado montado no cavalo branco, na esperança de alguém perfeito e de um final feliz. Se o final fosse feliz, não seria final. Pessoas perfeitas não existem. 
Conheço a realidade, homens que se fazem de príncipes não passam de sapos. Já os sapos, ah esses sim valem a pena. 
Muitos me falam que menina deve ser delicada e fazer coisas de menina: gostar de rosa, brincar de boneca, cuidar da casa, não trabalhar... Essas coisas. Sim, meninas devem ser delicadas, mas fortes ao mesmo tempo. Saber a hora de brincar e a hora de serem sérias. E quem disse que menina não pode gostar de azul? Eu também nunca gostei de brincar de boneca, sempre preferi uma bola. 
Mito. Preconceito. Machismo. Tudo isso define "o que a mulher deve ser". 
Sou do tipo que faz o que quer, na hora que quer. Sigo meus próprios princípios e tenho minha própria opinião do que está certou ou errado. Muitos chamam isso de teimosia, já eu prefiro o termo personalidade forte. Não me deixo abalar pela opinião dos outros, o que importa realmente é o que eu penso de mim mesma. Pois só eu sei tudo o que passei, tudo que vivi, tudo que aprendi, meus motivos e razões. Só eu posso me julgar. Eu e Deus. 

Dâmaris.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Layout por Maryana Sales - Tecnologia Blogger