APENAS UM MOMENTO


Mesmo vivendo há mais de 5 anos na mesma casa, você não reconhece mais os cômodos. Não acha mais os pratos e fica com vergonha de abrir a geladeira pra tomar água. Tudo que era normal no dia a dia se torna um esforço fazer. A única coisa que você quer é se trancar no quarto, o único lugar que ainda lhe é familiar. Onde você se reconhece e é você mesmo. O lugar em que você pode chorar, sorrir, pensar, dançar, pular, cantar, ler, estudar, sem ser incomodado.
Tudo que você queria era um momento de paz e tranquilidade. Um momento em que você não precise fingir ser quem não é; um momento em que não precise colocar um sorriso falso no rosto para não ter que explicar o porque da tristeza; um momento em que você possa derramar quantas lágrimas quiser sem que as pessoas fiquem questionando e tentando entender os motivos; apenas um momento para fazer o que quiser.

Dâmaris. 

Nenhum comentário

Postar um comentário

Layout por Maryana Sales - Tecnologia Blogger