PERDIDA NO MUNDO



Tudo o que eu queria naquele momento era sumir. Desaparecer. Cavar o maior buraco que conseguisse para entrar lá e nunca mais sair. 
Me sentia humilhada, traída, decepcionada, desesperada e até mesmo meio louca. 
Não importava o que me dissessem, nada mudava o que tinha acontecido. 
Todos me olhavam como se eu fosse uma aberração, que não fazia parte daquele lugar, daquela sociedade. Como se eu não morasse nessa "cidade" há exatos 18 anos. Como se cada pessoa desse maldito lugar  não me conhecesse o suficientemente bem para saber quem, de fato, eu era. 
Mas tudo bem. Esse era meu último ano nesse inferno. Nem mesmo minha família me aceitava mais. 
Eu não estava indo embora, eu estava sendo expulsa do lugar onde passei toda a minha vida, onde cresci e conheci as pessoas mais importantes da minha vida. E onde as perdi também. Não fazia mais sentido ficar ali. 
Quem sabe eu encontrasse a felicidade novamente. 
Em outro lugar. 
Longe das lembranças. 
Longe do passado. 

Dâmaris.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Layout por Maryana Sales - Tecnologia Blogger