A raiva...

... é um sentimento que descontrola a pessoa e a faz fazer coisas que ás vezes, não são necessárias.
Mas, para a raiva chegar a tanto, é preciso um bom motivo.
Ás vezes, os provocadores da raiva são pessoas queridas e amadas por nós, ás vezes por algum idiota insignificante... Mas, com certeza a pior delas é provocada pelas pessoas que amamos.
Nós esperamos que quem a gente ama não nos magoe nem nos provoque a tal raiva. Mas ás vezes a única pessoa que você não quer que faça algo, é justamente quem faz. Você acaba falando e fazendo coisas estúpidas, que talvez  a pessoa não mereça... Ou talvez mereça... Cabe a ela julgar a si próprio, e ver se errou o suficiente ou se aquilo que lhe foi dito foi errado e injusto. 
Ás vezes a pessoa acha que sempre está certa e que é santa... Ás vezes a pessoa é sabia o suficiente para reconhecer o erro e pedir perdão. Tudo varia de pessoa para pessoa. 
A raiva surge quando nosso desejo é contrariado, quando nos sentimos desprezados, diminuídos ou desvalorizados.


Trecho do texto "A raiva" de Elisabete Cavalcante.


“Quando a raiva surge, imediatamente ficamos ligados na pessoa que nos deixou com raiva e nunca naquele que está sentindo raiva. Se você é a causa da minha raiva, imediatamente começo a pensar sobre você e esqueço de mim completamente, embora a parte efetiva seja eu, que fiquei com raiva. ......Aquele que causou a raiva foi apenas uma causa, uma desculpa. Ele não importa mais. Ele jogou um palito de fósforo e explodiu a pólvora que existe dentro de mim. A centelha seria inútil se não houvesse munição dentro de mim. O que eu vejo não é a pilha de munição dentro de mim, mas a centelha do adversário. Então sinto que foi ele que causou todo o incêndio dentro de mim. A verdade é: ele apenas jogou um palito; foram os explosivos em mim que incendiaram. E também é possível que o homem possa não ter atirado o fósforo intencionalmente. Ele pode nem sequer estar ciente da conflagração dentro de você!......Você coloca toda a culpa por esse fiasco na outra pessoa. Assim, muitas das vezes o pobre homem não pode entender porque uma coisa tão pequena lhe perturbou tanto! A dificuldade é sempre essa. O assunto em questão é sempre bastante trivial, mas a raiva que é inflamada é colossal. ......Assim, aquele que causa a raiva fica sempre com dificuldade de entender como uma afirmação tão comum pode provocar tanta ira!......Você mesmo pode, às vezes, ter ficado admirado de uma simples fala sua ter encolerizado tanto uma outra pessoa. Mas essa é uma falácia natural. Todo o fogo que queima dentro de mim, eu sinto que foi você quem criou. Você joga a fagulha e a pólvora que existe dentro de mim explode. O quanto ela se espalha, é difícil de contar.......Sempre que a raiva se apodera de nós, nossa atenção fica focada na pessoa que a causou. Nesse caso, é difícil sair da raiva.
Quando alguém provocar raiva em você, esqueça a pessoa imediatamente e concentre-se naquele a quem a raiva está acontecendo."

Nenhum comentário

Postar um comentário

Layout por Maryana Sales - Tecnologia Blogger